Claudê Lopes | @claudelopes70

A história da banda Cintura de Mola começa com Marquinhos, um músico natural de Santo Antônio de Jesus, Bahia. Quando Marquinhos chegou em São Paulo, ele se apresentava como “Marquinhos e Seus Teclados”. No entanto, havia muitos outros “Marquinhos” por aí, então ele precisava encontrar um nome único para sua banda.

Foi durante um show que Marquinhos teve a inspiração perfeita. Ele viu algumas garotas dançando com uma cinturinha bem molinha, e imediatamente soube que esse seria o nome ideal para sua banda “Cintura de Mola”. O nome surgiu de forma natural e se provou um verdadeiro presente, se tornando icônico e representativo do som da banda.

A Entrada da Baiana
Outro membro fundamental da Cintura de Mola é a vocalista Baiana, “Reny Santos”. Natural de Teofilândia-BA, quando Baiana chegou em São Paulo, ela começou a trabalhar em outras empresas, mas seu verdadeiro sonho era cantar. Foi então que ela se juntou à Cintura de Mola, uma parceria que se provou ser um grande sucesso.

Baiana conta que no início, quando cantava em Teofilândia, as pessoas nem sempre gostavam de sua voz, porém não desistiu e continuou perseguindo seu sonho, o que a levou a se juntar à Cintura de Mola e encontrar seu lugar no mundo da música.

20 Anos de Carreira
A Cintura de Mola está prestes a comemorar um marco incrível, “20 anos de carreira”. A banda começou a se apresentar com esse nome em 2005, então este ano eles irão celebrar duas décadas de sucesso.

Para marcar essa ocasião, a Cintura de Mola planeja realizar uma festa dupla. Primeiro, eles farão uma apresentação especial no Guarapirão, que também está comemorando seu aniversário. Em seguida, eles irão gravar um DVD comemorativo no Rei da Noite, um local icônico para a banda.

Marquinhos e Baiana, estão empolgados com essa celebração, que promete ser uma verdadeira festa para os fãs da Cintura de Mola. Eles têm muito a comemorar depois de duas décadas de dedicação e sucesso na cena do forró.

Adaptação e Evolução
Ao longo desses 20 anos, a Cintura de Mola passou por diversas transformações. Eles se adaptaram às mudanças no mercado, com as casas de show mudando de endereço, e tiveram que lidar com as épocas de baixa, como a temporada de chuvas.

No entanto, a banda sempre se manteve fiel a seu som característico de forró. Eles não se deixaram levar pelas tendências passageiras, preferindo seguir seu próprio caminho musical. Essa identidade forte é um dos segredos do sucesso da Cintura de Mola.

O Poder das Redes Sociais
Apesar de não serem muito ativos nas redes sociais por conta própria, a Cintura de Mola tem uma assessoria que cuida de manter sua presença digital atualizada. Eles entendem a importância de ter um bom conteúdo online nos dias de hoje.

Marquinhos e Baiana acreditam que é melhor ter uma rede sólida e engajada do que simplesmente comprar seguidores. Eles preferem construir uma base de fãs fiéis, que interagem com o conteúdo e comparecem aos shows, do que ter uma grande quantidade de seguidores desconectados.

Renovação e Diversidade de Público
Ao longo desses 20 anos, a Cintura de Mola tem notado uma renovação constante em seu público. Eles observam que, além dos fãs mais antigos, que os acompanham desde o início, há uma nova geração descobrindo e se apaixonando pela banda.

Isso mostra que a música da Cintura de Mola tem o poder de atravessar gerações, sendo apreciada tanto pelos que cresceram ouvindo a banda quanto pelos mais jovens que estão descobrindo seu som. Essa diversidade de público é um sinal do impacto duradouro que a Cintura de Mola tem tido na cena do forró.

Expansão e Reconhecimento
Nos últimos anos, a Cintura de Mola tem conseguido se apresentar em um número cada vez maior de cidades e festivais. Eles têm se apresentado não apenas em São Paulo e Rio de Janeiro, mas também em Minas Gerais, Bahia e até mesmo no Acre.

Essa expansão geográfica é um reflexo do reconhecimento e da popularidade que a banda conquistou ao longo de sua trajetória. Eles se tornaram uma referência no forró, com músicas que alcançam milhões de visualizações online e uma legião de fãs fiéis.

O Sonho de Tocar em Casa
Apesar de todo o sucesso e reconhecimento nacional, Baiana ainda tem um sonho especial: tocar em sua cidade natal, Teofilândia, Bahia. Ela acredita que, quando chegar a hora certa, essa apresentação será incrível e emocionante.

Baiana sabe que não deve se apressar, pois acredita que as coisas acontecem no momento certo. Ela prefere viver a vida sem pressa, sabendo que seu sonho será realizado na hora certa, tornando-o ainda mais especial.

Gratidão e Perspectivas
Tanto Marquinhos quanto Baiana expressam uma grande gratidão pela parceria e pelo carinho que recebem da equipe da Tô Na Mídia. Eles agradecem pela oportunidade de compartilhar sua história e seu trabalho com o público.

Com a comemoração dos 20 anos da Cintura de Mola à vista, Marquinhos e Baiana estão animados e confiantes no futuro da banda. Eles sabem que, com dedicação e perseverança, poderão continuar conquistando novos fãs e levando sua música para cada vez mais lugares.

#radiotopmidia #planetaforro #claudelopes70 #cinturademola #marquinhoscinturademola #teofilandiabahia#forro #forrozeiros #bandasdeforro

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *